quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Desligue e evolua

............Essa vida é cômica, cheia de leva e trás, já ouvi muitos desabafos e muitos conselhos. Últimamente faço análise de tudo de forma constante, através não só de fatos meus, mas também dos outros, pois aprendi que a gente aprende com as experiências dos outros, além de aprender também com situações que visualizamos. Aliás acho que é até por isso que me deu vontade de escrever sobre o assunto, pois essa semana já ouvi tanto desabafo com relação a isso e também vi cada situação... e olha que não foi a primeira vez, isso é constante. E apesar de toda essa constância, ainda me choco com as coisas, me choca a capacidade de superficialidade do ser humamo, me choca a falsidade e a enganação, me choca pessoas se envolverem por nada, me choca a mentira vã, me choca a falta de comprometimento, me choca a imaturidade, me chora provocações sem fundamentos.
............Mas não isso não pára por aí, pois o outro lado também me choca... isso, aquele lado onde as pessoas são sacaneadas. O que vou falar talvez não seja bem da forma que você pensou agora, mas talvez concorde com meu ponto de vista, bem, voltando ao assunto, logicamente concordo que existe muita gente escrota neste mundo, eu mesma já passei por cada mau pedaço que dá uma novela mexicana, sendo assim sou solidária com pessoas sacaneadas. Mas o que não suporto nessa situação é me deparar com aqueles tipos de pessoas que se fazem de cegas e tapadas, sabe? Acreditam em cada uma que eu fico de boca aberta, mas pensando de forma analítica, na verdade acho que fingem que acreditam, isso mesmo, pois a maioria das coisas são muito óbvias, daquelas de querer tapar o sol com a peneira, então creio que a pessoa finge que acredita e/ou aceita situações deploráveis, ou seja, tapada. Com o perdão da palava mas é isso mesmo, pois todo mundo está vendo e ela continua a fazer papel de boba e ela não só aceita isso como ainda conta vantagem de como tudo é lindo. Alguém me fala onde está o senso de ridículo para elas comprarem um pouquinho? Chega merecerem passar por esta situação...
............Então acabo me surpreendendo com os dois: quem sacaneia e quem se deixa sacanear (pois aceita isso). E não falo somente por mim, eu vejo isso acontecer tanto... pessoas falsas, mentirosas, e também pessoas sem atitude, bobas, que se deixam enganar, que fingem.
............Em falar em fingimento isso é uma coisa que muito me intriga. Não supooooorto de forma alguma, é quase físico, nem precisa ser amigo meu, aliás nem conhecido precisa ser, pode ser alguém que acabo de ver, se eu perceber sinal de fingimento meu estômago embrulha e praticamente começo a dar tremilique. E, infelizmente, vejo isso tanto! Aliás é o que eu mais ouço, pois encontramos isso em vários lugares.
............Isso mesmo, ou nunca pararam para reparar? São pessoas que fingem que gostam, que fingem interesse, que fingem dedicação, que fingem que trabalham bem, que fingem que são honestos, que fingem que acreditam em Deus, que fingem que tem um relacionamento perfeito, que fingem que são auto-confiantes, que fingem que são felizes (ou ao contrário, que são tristes), que fingem, que fingem, que fingem... Ai meu estômago!
............Sabe, sempre acabo sabendo de coisas e ouço relatos, isso me faz pensar como tudo é muito parecido, só mudam os caminhos, mas o final geralmente é o mesmo. Porque então não encontramos a solução?
............Será que não mesmo? Desculpem mas palmas para mim, pois ela existe: sinceridade e direcionamento. Será que dói ser transparente? Dói deixar de ser um personagem, deixar a máscara de lado? Dói ser direto no que se quer ou no que não se quer? Será que realmente dói deixar que os outros te vejam como você realmente é?
............É totalmente inconcebível fingir só para mostrar algo para os outros, fazer com que acreditem que você é perfeito, tem a casa perfeita, o trabalho perfeito, os amigos perfeitos, o amor perfeito. Primeiro porque isso desperta inveja sem freio, segundo porque a vida não é propaganda de margarina e terceiro porque quem é esperto não acredita. No final das contas você está bancando o palhacinho do circo que você mesmo armou.
............E não é impossível fazer disso tudo verdade, é só se desligar. Desligue-se da opinião alheia, da dependência emocional, de querer ser o centro das atenções ou o modelo perfeito. Faça sua vida acontecer, por você mesmo, procure melhorar sempre, mas por você. RESPEITE as pessoas a sua volta, elas tem sentimentos, você não deve invadir a vida alheia por nada. Devo falar de novo, RESPEITE as pessoas, não critique, não julgue, não se ache superior, lembre-se que se o fato não aconteceu com você com certeza é obrigação ouvir as duas versões e se ele aconteceu com você e foi realmente ruim, esqueça, amassar barro é atraso de vida. E faça isso tudo de forma sincera e transparente, não para aparecer, isso é insuportável e mesquinho.
............Desligue e evolua!

Um comentário:

Bia disse...

nossa falou tudo bem transparente! como deve ser..ehehe